novembro 08, 2006

"Trair e coçar é só começar"

(Trair e coçar é só começar, 2006 - Moacyr Góes)
A obra pode ter funcionado no teatro, mas na telona não se segurou não: tudo parece over. Arranca risadas? Claro! E isso por si só não é significado de qualidade ou mérito - vez ou outra, o Chaves e sua turma também me arrancam gargalhadas... Duro mesmo é chegar ao final do filme com aquela sensação de tempo perdido.

2 comentários:

B. Ricardo disse...

cara...infeliz comparação!
Chaves foi um marco no humor nacional, isso msm, nacional. Eu, mais do que ngm, sei que ele é mexicano, que fez mt sucesso lá tb, e ainda o faz, mas comparar esse lixo novelístico ao Grande Chaves, cuja comédia influencia até hj programas infantis mundo afora, é uma gafe sem tamanho!

Demas disse...

Breno,
sei que Chaves é um marco, mas não significou/significa quase nada para mim...
Abração.