fevereiro 06, 2007

"O ilusionista"

(The illusionist, 2006 - Neil Burger)
No início do século XIX, um mágico deslumbra (e assombra) a população vienense com seus truques. Incomodado com a repercussão do espetáculo, o princípe da cidade determina que o tal ilusionista seja investigado, sem saber que - na verdade - ele está em Viena para reconquistar um grande amor do passado. A premissa é muito boa, mas o desenrolar da história fica amarrado demais nas mágicas, o filme perde o ritmo, torna-se chato e... no final, ainda perde a classe com um desfecho rocambolesco e absurdo. Uma pena!

2 comentários:

ella disse...

Não achei o filme com potencial para concorrer a grandes prêmios, mas achei leve e de um romantismo gostoso. Nada de grandioso, mas não teria "sono" no final ;) aliás, Edward Norton jamais me dá sono. Ele acerta mais do que erra não é?!

Demas disse...

Ella,
Norton foi um dos motivos que me levaram ao cinema para ver esse filme. Mas nem sua presença conseguiu me contagiar.
Beijo