junho 09, 2006

"Betty Blue"

(37º2 le matin, 1986 - Jean-Jacques Beineix)
Este post é para reparar uma das injustiças da Liga dos Blogues Cinematográficos, que não colocou esse filmão nem entre os 50 melhores da década de 80. "Betty Blue" marca a estréia arrebatadora de Béatrice Dalle no cinema e recebeu indicações de melhor filme estrangeiro no Globo de Ouro, no Oscar e no BAFTA de 1987. Betty é uma moça desequilibrada que, por acreditar no talento do namorado Zorg (Jean-Hugues Angland) como escritor, não admite que ele siga cuidando de bangalôs numa praia do sul da França ou trabalhando como garçom em Paris. O problema é que a realidade vai perdendo o foco para Betty. Cada vez que um editor recusa os escritos do seu amado, ela fica mais transtornada. E nem mesmo o amor compartilhado com Zorg consegue resgatá-la do mundo que só existe na cabeça dela. Obsessiva e possessiva, a moça vai transformando o relacionamento num inferno. Apesar de deprimente, esse filme é maravilhoso, com atuações estupendas (inclusive nas cenas de sexo) de Dalle e Angland, fotografia e trilha belíssimas, além da direção competente do genial Beineix (que anda sumido e tem outras obras interessantíssimas no currículo: "Diva", "A lua na sarjeta" e "Roseline e os leões"). Para quem não conhece "Betty Blue", vale a pena ver; quanto aos que se esqueceram dele, que tal reassistir?

5 comentários:

Wallace Andrioli Guedes disse...

Vi esse filme uma vez na prateleira de uma locadora mas não me interessou, nunca tinha ouvido falar. Agora anotei a dica.
Postei lá no blog sobre os filmes que vi em maio, dá uma olhada lá ...

persefone disse...

oi, lindo. vim visitar. bj.

Demas disse...

Wallace,
não deixe de assistir.
"Betty Blue" é um filma~ço.
Abração.

Perséfone,
fiquei muito feliz com a visita.
Beijo.

Fezoca disse...

eu vi, mas nao lembro muito.
talvez eu reassista, agora que li sua resenha!
beijos,

Demas disse...

Fer,
veja de novo sim.
"Betty Blue" é um dos melhores filmes da prodigiosa safra cinematográfica dos anos 80.
Beijo.