agosto 08, 2006

"Simplesmente amor"

(Love actually, 2003 – Richard Curtis)
Já perdi a conta de quantas vezes vi esse filme. Tirando a história do primeiro ministro, todas as outras são primorosas (sendo que a do escritor e da empregada portuguesa é a que mais me toca; a da personagem de Emma Thompson também é espetacular: aquela cena em que ela sobe para o quarto após receber um cd da Joni Mitchell de presente de Natal é digna de prêmio). Mas vou me lembrando de tanta coisa bacana que seria injusto mencionar uma em detrimento da outra. Paro por aqui.

12 comentários:

Fezoca disse...

Demas, eu vi esse filme num voo indo pro Brasil. Foi um sufoco ver o filme inteiro, pois o VHS [sim, VHS!] do aviao estava quebrado e a cada 5 min o filme parava... Fiquei muito irritada, tanto que mal lembro do filme. A compania era a American Airlines, pra vc nao pensar que eu voo Air Bolivia!! :-))

beijao,

Gal disse...

A que eu mais gosto é a do rapaz que estava apaixonado pela esposa do amigo. Quando ele vai na casa dela e diz o que sente com aqueles cartões é emocionante. Como era a frase? "My wasted heart..." Lindo!
Gosto também da história da personagem de Laura Linney, que acha que ninguém vai entender que ela cuida do irmão. Um filme belíssimo.
Beijos e namarië.

Demas disse...

Fer,
veja direitinho então.
Vale muito a pena.
Beijo.

Gal,
também gosto dessas histórias.
Resumindo: gosto de todas ;)
Beijo.

kellen disse...

sim, a história da portuguesa e o escritor é linda! bela fotografia essa que você escolheu!

Lua Obscura disse...

Gosto de todas também. Mas Laura Linney e Rodigo Santoro é sem dúvida arrepiante, pela angústia da vivência da personagem.

Demas disse...

Lua Obscura,
como eu disse, é difícil mesmo escolher a melhor. Essa também me emocionou bastante - até por terem deixado o Santoro mostrar a que viera, né? A atuação dele é na medida.
Abração.

B. Ricardo disse...

o filme é simplismente sensacional!
aplausos de pé!

Demas disse...

É verdade, Breno.
Seja bem-vindo por essas bandas.
Abração.

Hudson disse...

Também já vi esse centenas de vezes. Só em 2006 foram duas vezes me menos de 2 meses. Coisa pouco comum. Enfim, Joni Mitchell, Laura Linney, All You Need Is Love, Emma Thompson, cartões apaixonados, livro voando lago adentro.... enfim, primoroso. E ao contrário de você, só não curto muito a história do casal pornô. Acho-a bastante desconexa com o resto. E gosto demais do Hugh Grant. Abraços!

Moa disse...

ADORO esse filme também! Já vi algumas vezes e valeria tê-lo em DVD. Gosto de todas as histórias, inclusive do Hugh Grant (ele dançando tá ótimo). Emma é sempre um show à parte.

Abração!

Demas disse...

Moa,
esse eu tenho em dvd e tenho a trilha também. Essa está sempre no player e ao dvd assisto sempre também. E me emociono todas as vezes com a cena do presente da Emma. Buááááááááá
Abração

Demas disse...

Hudson,
a hsitória do casal pornô também não é uma das minhas favoritas, mas é interessante pensar que o amor pode surgir onde menos se espera, né não?
Abração.