fevereiro 01, 2006

"A passagem"

(Stay, 2005 - Marc Forster)
Ainda estou juntando os cacos. Marc Forster mistura tanto as identidades das personagens em " A passagem", que desde ontem venho pensando, colando fragmentos, relembrando diálogos para ver se monto o quebra-cabeça, se desvendo os mistérios desse filme. Imagina um psiquiatra (Ewan McGregor) - cuja namorada (Naomi Watts) é artista e já tentou suicidar-se - cuidando de um paciente (Ryan Gosling, de "Tolerância Zero") também artista que irá tirar a própria vida em 3 dias. É brincando com essas e tantas outras coincidências que o diretor constrói um filme frenético com uma edição idem, que celebra a loucura da história - ora com cortes abruptos, ora com fusões sutis - de maneira magnificamente eletrizante. No final das contas, não nos é entregado o que é sonho ou realidade. Mas, talvez, isso seja o bacana desse thriller psicológico. Em tempo: o trio de protagonistas dá um show.

4 comentários:

Michel Simões disse...

Gostei do filme, aliás gostei de tudo que vi do Marc Forster, principalmente A Ultima Ceia (maravilhoso)

Ícaro disse...

Michel, confesso que saí do cinema em parafuso, mas com a sensação de ter visto algo bem bacana. Mas que eu ainda estou juntando os cacos, estou :D. Abração.

gonn1000 disse...

Não tinha ouvido falar deste filme, mas fiquei curioso.

Demas disse...

Gonn, mate a curiosidade e procure assistir. Vale a pena. E venha me dizer o que achou. Abração.